William Mendonça
POESIA, PROSA, MÚSICA E TEATRO
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos

AMANHECER

Louça quebrada. Café
da manhã fervendo os pensamentos.
Vertiginosa crueldade das antíteses
e paráfrases inviáveis do nosso
diálogo matinal. Nervos vazados
pelo sol que estilhaça as
janelas. O grau do zodíaco
em que te encontrei voltando
a cada momento. Recomeçamos o
ciclo. Reverberamos o tempo
nas paredes da memória.

William Mendonça
Enviado por William Mendonça em 22/09/2007
Comentários
Efuturo: Selo Escritor