William Mendonça
POESIA, PROSA, MÚSICA E TEATRO
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
ARTAUD

Não me peça
o ato
consumado
o lado correlato
da visão sem tato

Não me peça
a cena
sem loucura
a cura do meu poema
que não se sente doente
- a não ser por alguns lapsos de
esquizofrenia
escarros de poesia
que me sujaram os muros

Não me peça
a face inexpressiva
precisa no entrelace
das imagens sem impasse

Não me peça
o teatro
- Trago a vida e a morte!
Reencarnar o óbvio
deixo nas mãos de Deus.
William Mendonça
Enviado por William Mendonça em 10/02/2007
Comentários
Efuturo: Selo Escritor