William Mendonça
POESIA, PROSA, MÚSICA E TEATRO
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Meu Diário
26/04/2019 20h45
FERAS DOS QUADRINHOS

Eles divertem gerações de pessoas
em todo o mundo com os Quadrinhos


   O site passa a publicar neste mês a série de perfis biográficos FERAS DOS QUADRINHOS, de William Mendonça. Quadrinhos no Brasil, Comics nos Estados Unidos, Banda Desenhada em Portugal - qualquer que seja o nome, o certo é encontrar diversão, fantasia, atos heroicos ou pura amizade, nas páginas de revistas ou nas tirinhas de jornal. Quem são os criadores de personagens imortais? De onde vieram as ideias? Como ficaram conhecidos em todo o mundo? Em que contribuíram para a renovação da arte?

   Essas são algumas perguntas que esta série de perfis busca responder. O autor foi um grande leitor de quadrinhos na infância e adolescência. Chegou a pensar em seguir carreira na área, depois que a Graúna, personagem inesquecível do cartunista Henfil, chegou a unir um grupo de amigos na escola - aqueles malucos que desenhavam no quadro negro durante o recreio.

   Depois de fazer a escolha pelo jornalismo e pela escrita, o autor continuou prestando reverência a gente como Stan Lee, Ziraldo, Mauricio, Henfil e o próprio Walt Disney. Depois de cursar, na Universidade Federal Fluminense, a matéria "Introdução à História em Quadrinhos", ministrada pelo estudioso da matéria Moacy Cirne, ficou claro que havia muito mais a aprender sobre essa arte, que encantou gerações. Com a migração dos personagens dos quadrinhos para o cinema, com supreproduções da Marvel e DC, escrever sobre essas feras acabou sendo um caminho natural.

Inicialmente, a série FERAS DOS QUADRINHOS está programada para conter 50 nomes, com artistas de várias partes do mundo, para publicação no site www.williammendonca.com.br, e, eventualmente, na imprensa. Haverá, ainda, cinco perfis bônus, com criadores de desenhos animados famosos. A série está sendo publicada no site sempre às sextas-feiras, com previsão de que todos os textos estejam disponíveis on-line até meados de 2020. O e-book com a versão completa da série, incluindo a “linha do tempo” e sugestões de bibliografia a respeito de cada biografado e sua obra, será publicado em 2020.

   Veja aqui, os links para os perfis biográficos já publicados da série FERAS DOS QUADRINHOS, de William Mendonça:

Charles M. Schulz
Mauricio de Sousa
Stan Lee
Ziraldo


Publicado por William Mendonça em 26/04/2019 às 20h45
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
06/01/2019 02h40
UM ESCLARECIMENTO NECESSÁRIO

Este site, que surgiu como www.williammendonca.com, em 12 de setembro de 2006, passou ao novo endereço www.williammendonca.com.br em 2018, e assim deve permanecer enquanto houver o que publicar, o que compartilhar com quem procura alguma arte, mesmo que de um artista desconhecido. Sempre foi esse o objetivo, por isso nada é cobrado - livre a entrada, livre a viagem.

Em 2019, pretendo publicar aqui tudo o que escrevi - romance, conto, crônica, teatro, poesia e mais - e o que compus, porque basta uma leitura, de quem quer que seja, para que esses textos sejam, finalmente, desengavetados. Chegar ao livro impresso é uma meta, mas não há ansiedade com isso. Se não acontecer, não haverá lamentações.

Com a ajuda do amigo e parceiro Ricardo Mann, o site resgatou a cara do primeiro blog que publiquei, há uma penca de anos. A imagem, que Ricardo criou para o blog daquele tempo, ganhou nova vida na capa e páginas internas do site atual, que retornou ao ar no mês passado - 12 anos de batalha, meio aos trancos e barrancos. Tenho que agradecer demais a esse cara por essas quase quatro décadas de amizade e pelo apoio de sempre.

Você que visita o site, volte sempre que quiser. Se puder, divulgue, para que mais gente passe por aqui.


Publicado por William Mendonça em 06/01/2019 às 02h40
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
24/11/2016 09h08
25 anos sem Freddie Mercury

25 anos sem Freddie Mercury, vocalista do Queen.

Um pouco mais sobre ele na crônica "God Save The Queen", aqui no site.


Publicado por William Mendonça em 24/11/2016 às 09h08
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
24/03/2014 20h31
"HISTÓRIA DE POETAS" NA IMPRENSA

A série de perfis biográficos "Histórias de Poetas", de William Mendonça, que surgiu para ser publicada na imprensa - na época, no jornal A VOZ DE MARAMBAIA - voltou a ser publicada em novembro passado, em outro jornal: o JORNAL ITABORAÍ. Hoje, completou-se a publicação de todos os perfis que estão disponíveis para leitura gratuita aqui, no site no autor, e, a partir da próxima segunda-feira, novos perfis, ainda inéditos (que fazem parte de um livro de mesmo nome) serão publicados.

A publicação se dará, simultaneamente, no jornal, em sua edição on line, que pode ser acessada em www.jornalitaborai.com.br, e no site. A série, apenas no site www.williammendonca.com tem cerca de 8 mil leituras, mas está publicada, também, na página do autor em O Melhor da Web.

As páginas das edições em que os perfis foram publicados estão disponíveis na área de fotos do site, pelo link abaixo:

http://williammendonca.com.br/album.php?ida=14510


Publicado por William Mendonça em 24/03/2014 às 20h31
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
06/02/2014 09h55
VERDI

Fiquei imaginando o que seria estar em um lugar onde, de repente, cantores de ópera começam a entoar uma ária de Verdi. Deve arrepiar. Tão poderoso, mas tão coloquial, tão popular, que a gente até esquece que ópera, hoje, é considerada música erudita. Ópera é espetáculo, como os musicais da Broadway ou o carnaval do Rio.


Publicado por William Mendonça em 06/02/2014 às 09h55
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Página 1 de 17 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [próxima»]